Infinitivo Pessoal

Adaptado para um nível inicial A1/A2

Tema: Verbos no Infinitivo Pessoal

TEORIA GRAMATICAL:


O infinitivo pessoal deriva do infinitivo impessoal, formado pelo radical, a vogal temática e o sufixo -r . A diferença reside no facto de que o infinitivo impessoal não se flexiona pois refere-se à pessoa gramatical. Já o infinitivo pessoal flexiona-se, com desinências para a 2ª pessoa do singular e para as três pessoas do plural:



Infinitivo Pessoal
verbo calar
eu calar
tu calares
ele/ela calar
nós calarmos
vós calardes
eles/elas calarem

- es

-mos
-s
- em

Vamos tentar declinar um verbo da segunda conjugação, como o verbo "interromper", e um verbo da terceira conjugação, como "intervir"?

A escolha da forma infinitivo depende de cogitarmos somente da acção ou do intuito ou necessidade de pormos em evidência o agente da acção» (Said Ali). No primeiro caso, preferimos o INFINITIVO NÃO FLEXIONADO; no segundo o FLEXIONADO.
Trata-se, pois de um emprego selectivo, mais do terreno da estilística do que propriamente, da gramática." In. CINTRA, Luís F. Lindley; CUNHA, Celso: Nova gramática do Português Contemporâneo, Lisboa, Edições João Sá da Costa, 1997, p. 487

O infinitivo não flexionado usa-se:
  • quando não se refere a nenhum sujeito, isto é, quando é impessoal;
  • quando tem valor imperativo, ordenando algo;
  • como complemento nominal de adjectivos, substantivos ou verbos, quando seguido da preposição "de", especialmente com os adjectivos "bom", "fácil", "possível", etc.;
  • em locuções verbais antecedido da preposição "a", com o sentido de gerúndio.






























Também se usa o infinitivo impessoal quando participa numa locução verbal; e especialmente quando se associa a verbos auxiliares com sentido de causa (mandar, fazer, largar, etc. ) ou sensação (ver, sentir, ouvir, etc.)



















A tendência de emprego do infinitivo pessoal dá-se quando:
  • o sujeito é expresso por uma pessoa;
  • quando o sujeito é oculto, mas se quer fazer entender pela desinência;
  • quando a 3ª pessoa do plural indica um sujeito indeterminado.
















Se quiseres praticar mais, usa este link!

Exercício:
  • Conjuga o verbo no infinitivo pessoal:


  • Completa o texto, utilizando o infinitivo impessoal e pessoal:
Todos os dias preciso de ________ muito cuidado no trabalho. ________ o capacete e o colete de sinalização, não só dá-me mais segurança como é obrigatório por lei. O facto de _______ estas leis, permite-nos _____ mais segurança no trabalho e, logo, qualidade de vida. Se ________ o nosso trabalho com toda a protecção necessária, podemos até _______ problemas a longo prazo. Por exemplo, se não _________ as máscaras enquanto pintamos podemos ___________ uma doença pulmonares. Ou se não ___________ os óculos protectores, podemos _____ a ______ um problema na vista. Se todos _________ a legislação da trabalho, haverá mais segurança.

Dica: Podes utilizar os verbos "colocar", "contrair", evitar", "fazer", "respeitar", "ter", "utilizar" e "vir", alguns até diversas vezes.


  • Transforma a frase, da fotografia ao lado, colocando o sujeito na segunda pessoa do singular e na terceira pessoa do plural.

Sem comentários: